Arquivo da tag: John Green

Quem é Você, Alasca?

Ano passado “A Culpa é das Estrelas” do John Green foi publicado aqui no Brasil pela Intríseca, foi sucesso de vendas, tanto que já saiu outro livro dele esse ano. Mas em 2010 Green já tinha sido publicado no Brasil pela WMF Martins Fontes, editora que não faz um marketing tão intenso quanto a Intríseca, daí quando A Culpa é das Estrelas saiu como um dos mais bem vendidos da Bienal do Livro de SP 2012 todo mundo foi correr atrás desse Green e consequentemente descobriram “Quem é Você Alasca?” (Fiz uma pequena pesquisa e grande maioria das resenhas em blogs sobre “Alasca” foram feitam após o lançamento de “A Culpa é das Estrelas”).

"Quem é Você Alasca?"

“Quem é Você Alasca?”

Miles Halter é um garoto anti-social sem amigos que  decidi ir para um internato longe de tudo para tentar “recomeçar a vida”, já que a sua atual não lhe propicia nada mais que enfado.

Seu planinho funciona, na nova escola, Culver Creek ele finalmente encontra amigos e dos bons. O Coronel seu colega de quarto, Takumi o nerd típico, a enigmática Alasca além de Lara a intercambista com quem tem um breve romance. Tendo uma vida real de fato, com muitas vezes ele mesmo afirma, Miles acaba descobrindo o quão bom pode ser a vida com seus amigos por perto e toda a complexidade de ter que lidar com as pessoas e seus sentimentos, como um bom amigo deve fazer. Toda essa experiência é nova para ele, e a cada dia parece mais difícil e divertida. Mal ele sabe que aquele período na escola será um breve ensaio para as dificuldades que todos enfrentamos na vida.

Amor, amizade, drogas, sofrimento. Na adolescência essas coisas são muito mais intensas do que em qualquer outra época de nossa vida, é disso que fala o livro, dessa terra pós infância que precisamos desbravar, mesmo que acompanhados, sempre parecemos estar sozinhos. Mas isso é muito importante, o estar sozinho, só assim para descobrirmos e entrarmos em contato com nós mesmos, nossa própria visão de mundo sem interferência alheia. Já que não contaremos mais com nossos pais para nos protegermos quando alguma coisa der errado. Teremos o apoio das pessoas que gostamos e gostam da gente mas vai ser preciso dar a própria cara a tapa.

“Quem é você, Alasca?” É o primeiro livro de John Green, lançado em 2005, só chegou ao Brasil 5 anos depois, foi traduzido para mais de 15 idiomas e ganhou alguns prêmios importantes dados a escritores juvenis, além de vários outros que ele apenas foi indicado, e as listas de livro do ano em que foi incluso. É de uma linguagem simples, própria para a idade para qual é indicado (dos 12 aos 18) e uma leitura muito agradável, não é muito indicado para pessoas mais velhas que isso, pois vão achar muito infantil.

John Green

John Green

Não gosto particularmente do livro, não por ser para adolescentes, mas por parecer muito “O Apanhador no Campo de Centeio” do J.D. Salinger, publicado em 1951, clássico da literatura americana. Na história Holden Caufield é expulso de um colégio interno e decidi adiar ao máximo que puder seu reencontro com a família perambulando por Nova York. Nesse meio tempo Holden enfrenta diversas indagações sobre sua vida e sua condição humana, com conversas com algumas pessoas importantes para ele como uma antiga namorada, sua irmã mais nova e um professor a quem tem muito respeito, mas também passando muito tempo sozinho.

"O Apanhador No Campo de Centeio"

“O Apanhador No Campo de Centeio”

Os problemas de Holden são os mesmo de Miles, a dificuldade de entender a si mesmo e ao mundo numa fase da vida em que tudo é muito intenso e muda constantemente. Mas Green não exatamente plagia a história, Miles está em busca do que deve ser pois nunca fora nada, Holden está em busca do que não ser, pois está cansado de sua atual condição. Eles fazem o caminho inverso, enquanto Miles parte para a escola em busca de amigos, Holden sai para casa e no caminho até lá, busca ficar sozinho. Ambos percebem que não dá pra viver sempre sozinho, mas também não podem ser amparados a todo momento, precisam aprender a se virar.

J.D. Salinger

J.D. Salinger

A influência do “Apanhador” em “Alasca” é evidente, e muito forte mas mesmo assim são livros bem singulares, cada um tem algo de diferente a oferecer, situações, soluções, ideias. Aconselho a leitura dos dois, a ordem você decide.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Literatura